Artigos

Cartões de varejistas: como potencializar os resultados dessa estratégia

Cartões de créditos de varejistas

Nos últimos anos, o cartão de crédito de marca própria, conhecido como private label, se tornou uma aposta comum a varejistas. Afinal, esse tem sido um instrumento para aumentar a competitividade e as vendas, além de fidelizar clientes.

Na realidade, o private label oferece tanto oportunidade para fidelização quanto um mecanismo para o desenvolvimento de campanhas de marketing diferenciadas.

Enquanto, inicialmente, os cartões de marca própria eram apenas uma forma de oferecer crédito para classes de renda mais baixa, agora eles se tornam uma importante ferramenta estratégica. Cabe aos varejistas acelerar esse papel estratégico e aproveitar o seu potencial de fidelização.

Entenda, a seguir, como estratégias robustas de marketing podem levar varejistas a superar a forte concorrência do mercado e se destacar nesse cenário.

Interesse por private label reflete mudança de comportamento de consumo

Por consequência do cenário econômico, há restrição de crédito em instituições financeiras e administradoras de cartões. Nesse contexto, o cartão de crédito de marca própria surge como uma alternativa para alcançar um público que viu seu poder de compra diminuir e busca por produtos mais baratos.

Segundo o diretor financeiro do atacarejo Assaí, José Marcelo Santos, o valor agregado é o grande diferencial do private label. “Essa categoria de cartão tem benefícios muito parecidos com os dos grandes bancos. O que diferencia, de fato, é a proposta de valor que cada varejista coloca”, ressaltou em entrevista ao DCI.

“Hoje, o consumidor final representa 50% da nossa demanda. Há uma mudança de hábito, seja pelo modelo de negócio como também pela situação da economia”, acrescentou.

Para o varejo alimentar, o cartão de crédito de marca própria não carrega o mesmo receio em relação à inadimplência. Apesar da alta de calotes dos últimos anos, esse setor tem o trunfo de contar com um consumidor que dificilmente deixará de pagar. Afinal, os alimentos são bens de primeira necessidade.

Contudo, a diminuição da inadimplência é apenas uma das diversas vantagens apresentadas pelo private label.

Fidelização, aumento de vendas e campanhas segmentadas

Um dos principais benefícios trazidos pelo cartão de crédito de marca própria para os varejistas é o seu potencial de fidelização. Cada comerciante pode criar o seu próprio programa de fidelidade e fomentar promoções que aumentem estratégias de cross-selling.

Além do seu programa de fidelidade, o private label é uma alternativa própria de crédito, com possibilidade de parcelamentos. Assim, ele amplia o poder de compra de consumidores que enfrentam obstáculos na busca por financiamento em instituições financeiras.

E não é apenas para o público de menor renda que o private label tem sido mais atrativo. Segundo pesquisa do Banco Central, nos últimos 5 anos, a preferência dos brasileiros pelo pagamento com cartão de débito e crédito subiu de 9% para 22% e de 12% para 15%, respectivamente.

Consequentemente, o private label tem sido uma importante alternativa para aumento de vendas. De acordo com o CDL Porto Alegre, na capital gaúcha, o cartão próprio chega a representar 47% a 50% das vendas. No caso de empresas menores, o faturamento com cartão chega a 28%.

“Percebemos que o crédito de loja tem forte apelo nas pequenas, médias e grandes empresas, com representatividade significativa dentro do faturamento”, destaca o gestor da CDL Porto Alegre, Paulo Borba.

Os varejistas têm ainda a vantagem de receber taxas, como juros por atraso, que, anteriormente, ficariam com a operadora do cartão. Essa alternativa ainda representa menor custo, uma vez que o cartão é do próprio lojista.

Outro grande benefício dessa forma de pagamento é a possibilidade de cada loja identificar, efetivamente, quem são seus clientes e seu comportamento de consumo. Com auxílio de um CRM, é possível segmentar a base dos consumidores pela frequência, recência e valor das compras.

Os dados sociodemográficos da base de clientes ainda ampliam a possibilidade de desenvolvimento de campanhas promocionais mais assertivas, o que, consequentemente, aumenta a fidelização e gera mais vendas.

Estratégias para potencializar benefícios do cartão de marca própria

A possibilidade de contar com dados mais precisos sobre comportamento de consumo é um dos benefícios que mais tendem a impactar nas vendas no varejo. Todavia, esse setor pode potencializar ainda mais esse benefício com estratégias de marketing digital.

A aproximação entre marcas e clientes é facilitada quando a empresa cria seu próprio banco de dados e canal de relacionamento, como um blog ou site. Esse é um caminho ainda para que os varejistas respaldem estratégias de expansão e abertura de novas lojas, assim como auxiliar estratégias de inovação digital.

A identificação de quais localidades devem ser priorizadas pode ser apoiada pelos dados coletados de acessos em blogs e sites, que ajudam a determinar de onde vem a maior parcela de buscas. Eles ajudam ainda a identificar quais produtos são mais consumidos e em quais períodos há picos de consumo.

Porém, a simples criação de um canal pode não proporcionar essas informações se não for acompanhada por uma estratégia robusta. Para responder as dúvidas e auxiliar os consumidores em sua jornada de compra, os varejistas precisam entregar conteúdos relevantes ao seu público.

Diante de um mercado em que mais empresas oferecem cartões de marca própria, é imprescindível demonstrar maior valor agregado para, efetivamente, fidelizar consumidores.

Com canais próprios de comunicação, os varejistas têm ainda uma importante ferramenta para ampliar a adesão ao private label. Dessa forma, é criada uma solução de relacionamento, com processos automatizados que, certamente, contribuirão para o incremento de vendas e fortalecimento de marcas.

Saiba como estratégias de conteúdo de extrema qualidade já têm alcançado grandes resultados no mercado financeiro!

Receba-uma-avaliação-da-sua-estratégiaPowered by Rock Convert

Publicações relacionadas
Artigos

Tecnologias e características que definem as companhias mais avançadas em marketing

Artigos

Muito além do Dias das Mães: como marcas podem estabelecer um diálogo sobre maternidade

Artigos

Como funciona o processo de compra de novas tecnologias e como sua empresa pode se destacar frente aos decisores

Artigos

Como hotéis podem superar a dependência das OTAs e diminuir valor gasto com mídia paga