Artigos

EQI 2019: pesquisa avalia as informações das páginas de produtos no e-commerce

EQI 2019

Como medir a qualidade das informações no e-commerce? Foi partindo dessa dúvida que, em 2018, foi lançado o E-commerce Quality Index (EQI), único indicador que analisa o conteúdo das páginas de produto e a qualidade do e-commerce do ponto de vista do consumidor. 

A primeira versão da pesquisa mostrou que ainda há muito o que melhorar para que as lojas virtuais consigam alcançar as expectativas dos clientes, mas era preciso ir além e entender o que de fato precisa ser otimizado. 

Por isso, em 2019, o estudo foi ampliado e agora a análise engloba e-commerces do Brasil, Estados Unidos e América Latina. 

Confira os principais insights da pesquisa e veja como está a experiência de compra no mercado eletrônico. 

O que mudou no EQI 2019?

A primeira versão do EQI analisou apenas os e-commerces brasileiros. O índice de 2019 é mais amplo e engloba também o mercado dos Estados Unidos e América Latina. Ou seja, você entenderá como funciona a área no Brasil e ainda terá dados para comparar com o cenário internacional.

O volume de informações também mudou: em 2018, foram estudados 57 sites e mais de 2 milhões de páginas de produtos. Na nova versão, o número de sites saltou para 118 e são mais de 5 milhões de páginas de produto. Desses, 78 sites são brasileiros, o que representa 70% do faturamento do e-commerce no país.

Além disso, a metodologia foi revista. A forma de calcular o índice mudou e o score que determina a qualidade de um e-commerce passou de 0 a 10 para 0 a 100. Por fim, para compreender o que é mais importante dentro de uma página de produto foi realizada uma pesquisa com mais de 2 mil consumidores finais entre fevereiro e março de 2019.

Quais critérios foram analisados?

O EQI continuou avaliando cinco aspectos das páginas de produtos:

  • Image score: é o número de imagens presentes na página;
  • Description score: é a quantidade de palavras encontradas no campo de descrição do produto;
  • Review score: os comentários sobre o produto mostrado na página;
  • Rating score: nota média do produto avaliado pelos consumidores;
  • Search score: nota média baseada no número de caracteres no título e se o produto está cadastrado em alguma categoria no site.

Para cada critério, o EQI determinou o que seria aceitável e o que seria ideal em uma página de produto. Os detalhes você pode conferir na pesquisa completa

Por exemplo, se a página tem apenas uma imagem ou nenhuma, significa que o e-commerce não coloca o consumidor no centro da sua estratégia. Até por que quem compraria algo online sem ver foto? É praticamente impossível!

Quais os principais resultados obtidos com o novo EQI?

De acordo com o EQI, 96% dos e-commerces não oferecem uma boa experiência de compra em relação ao conteúdo dentro das páginas de produto.

Em contrapartida, o comércio eletrônico é bem lucrativo. Só no primeiro semestre de 2018, segundo a pesquisa realizada pela Webshoppers, o segmento faturou R$ 23,6 bilhões apenas no Brasil. 

Se sem investir em uma experiência perfeita para o consumidor é possível crescer, imagina as maravilhas que podem ser feitas se o comprador for realmente o centro de qualquer estratégia de varejo online?

A nota obtida no EQI pelo Brasil também não foi das melhores. O país alcançou 40 pontos, bem abaixo do que seria aceitável de acordo com a pesquisa realizada. Contudo, em relação aos outros locais analisados, o Brasil está em 2º lugar, atrás apenas dos Estados Unidos. Os demais países da América Latina possuem EQI de 31,7, o que faz o varejo brasileiro se destacar expressivamente no segmento.

O EQI ainda revela em quais critérios o varejo online brasileiro é forte internacionalmente e em quais ele precisa melhorar. Segundo o estudo, os dois pontos críticos nas páginas de produtos brasileiras são o rating e o review (avaliações e comentários), como ilustra a imagem abaixo:

E é justamente esses dois critérios que estão mais relacionados com o consumidor. Melhorar esses elementos nas páginas de produtos é essencial para transmitir a credibilidade da marca e, não só fidelizar os clientes atuais, mas conquistar novos. 

Todos esses dados apresentados até aqui, no entanto, são do ponto de vista de especialistas na área. Mas o que realmente espera o comprador de uma loja virtual? A pesquisa também tem essa resposta.

O que o consumidor considera mais importante em um e-commerce?

Seis letras, uma palavra: rating. Para o comprador final, o que mais conta para a tomada de decisão é a avaliação do produto por outras pessoas. O EQI revela que mais de 40% dos entrevistados já desistiram de comprar online após ver comentários sobre o produto.

Outros dois elementos são essenciais para conquistar o clique do usuário: informações claras e imagens dos produtos. Segundo o EQI, 53% dos entrevistados afirmaram que quando as informações não estão claras em um site, eles vão para o concorrente. 

Além disso, quase metade dos entrevistados responderam que desistiram de comprar em uma loja online porque não tinha imagem do produto ofertado.

Mesmo com esses obstáculos, 55% dos entrevistados consideram boa a experiência de compra online no Brasil, o que pode parecer positivo. Mas você já ouviu o ditado “o bom é inimigo do ótimo”? Então, a dica é não se acomodar, pois é focando em facilitar a jornada de compra que seu site terá mais conversões.

Como utilizar o EQI para melhorar suas vendas?

O principal aprendizado que você pode extrair do EQI é que a jornada de compra no e-commerce precisa melhorar consideravelmente. O cliente é omnichannel e está cada vez mais exigente. Por exemplo, a falta de descrição de um produto gera uma frustração no processo de aquisição, que o usuário não pensa duas vezes para pesquisar no site do concorrente.

Nesse contexto, para melhorar as vendas, os varejistas precisam focar em conteúdo de qualidade para que o consumidor não tenha dúvidas na hora de fechar negócio. Dedique equipe e tempo para criar boas imagens, vídeos e textos. Invista em práticas de SEO para alcançar mais relevância no Google. 

Por último, acompanhe os estudos do mercado, como o EQI. Dados são essenciais para criar estratégias inteligentes para o seu negócio. Então, baixe a pesquisa completa para ter acesso a mais resultados e insights! 

*Artigo desenvolvido pela equipe da Lett, empresa especializada em Trade Marketing Digital.

Coo reduzir o abandono de carrinhoPowered by Rock Convert
Publicações relacionadas
Artigos

Como posicionar a sua marca para se comunicar com micro e pequenos empreendendores

Artigos

As estratégias que CEOs de alta performance utilizam para gerenciar o tempo

Artigos

Atendimento via WhatsApp: 7 chaves de sucesso para atender bem o cliente

Artigos

Greenwashing e as práticas oportunistas do mercado que tentam driblar o pensamento sustentável